Tudo que você precisa saber sobre aplicação de Resina em Tubulação de Gás

Muitas vezes, com o passar do tempo, são necessárias manutenções em um dos lugares que são de fundamental sustento de recursos a uma casa, indústria ou edifício: As tubulações. Quando isso não acontece, podem ocorrer vazamentos e gerar custos elevados. Uma maneira de impedir isso pode ser com a aplicação de resina. Saiba mais!

Por que aplicar resina nas tubulações de gás?

A tubulação de cobre é dos materiais mais utilizados para a canos de casas, prédios e industrias. O cobre é um material utilizado em tubulações para gás devido ao cobre possuir algumas características como:

  • Resistência a altas temperatura
  • Resistência a pressão
  • Fácil manuseio
  • Ser economicamente acessível

A maior parte dos tubos de gás utilizados são de cobre, porém devido a algumas condições, esse material pode acabar se correndo mais rapidamente. Entre as situações, que ocasionam isso, podemos citar:

  • Utilização de químicos com capacidade corrosiva
  • Contato com outros metais
  • Alta umidade
  • Vazamentos

Por mais que o cobre seja um material com alta dureza e resistência, acredita-se que sua durabilidade é de no máximo 18 anos. Quando falamos isso, queremos dizer uma tubulação de cobre que não possui os cuidados necessários para manter seu bom funcionamento.

A tubulação que é cuidada da maneira correta, tem durabilidade de até 80 anos. Cuidar da tubulação é mais que fazer reparos externos, mas também cuidar internamente, pois ao ocorrer vazamentos o processo de corrosão das tubulações é acelerado! Para o bom funcionamento dos encanamentos, é indicado a aplicação de resina.

Teste de estanqueidade

O teste de estanqueidade é muito utilizado em objetos para verificar vazamentos. O teste de estanqueidade é uma maneira de saber se algum objetivo está isento de furos, porosidades ou fissuras capazes de deixar algum liquido ou gás escapar. Esse teste é muito utilizado em pneus para verificar, mas também pode ser utilizado em tubulações.

Por isso, uma das maneiras de verificarmos vazamentos em tubulações de gás é realizar o teste de estanqueidade. Para realizar esse teste em tubulações a gás, uma pressão com ar comprimido é adicionada, e caso ocorra um vazamento, é detectada por um equipamento responsável pelo monitoramento da pressão da tubulação.

Muitas vezes os vazamentos são internos, então para evitar custos altos com a troca das tubulações, utilizam-se métodos internos como a aplicação de resina nas tubulações de gás.

Por que utilizar resina?

A aplicação de resina nas tubulações de gás se faz necessária quando ocorrem problemas que necessitam problemas de vazamento nos canos. Quando se torna comprovada através de testes, como o de estanqueidade, que as tubulações precisam de restauração, assim a aplicação de resina nas tubulações de gás se torna uma boa opção.

Quando falamos em métodos não destrutivos que economizam tempo e recursos, não podemos deixar de mencionar o método de aplicação de resina nas tubulações de gás. Esse método possui uma eficiência muito alta em tratar vazamentos de uma forma que não precise destruir ou quebrar paredes ou encanamentos.

Esse método é um dos mais utilizado, pois ajuda a melhorar a resistência dos canos através da aplicação de resina nas tubulações de gás interna, afinal através desse processo é possível melhorar a conservação dos canos, de modo que é feita a restauração com a utilização de uma resina homologada, sem a necessidade de trocar toda a tubulação.

A Kit Gás Brasil sempre pensando nos clientes desenvolveu um produto de vedação de LKG vazamento de gás, que é o serviço de Aplicação de Resina. A Resina utilizada pela KGB é fabricada pela Loctite, a empresa mundialmente conhecida da Superbonder.

Aplicação de resina nas tubulações de gás

Para fazer a aplicação de resina nas tubulações de gás, é necessário seguir algumas etapas e protocolos. Entre eles podemos citar:

  1. Iniciar uma etapa de limpeza inicial na tubulação com ar comprimido
  2. Injeção da resina a ser aplicada na tubulação sob constante pressão
  3. Etapa de despressurização para retirada do excesso de resina
  4. Curamento da resina aplicada para formar uma espécie de camada fina na tubulação
  5. Teste de estanqueidade para garantir o cumprimento da resina como material isolante
  6. Utilização do serviço de normalização de gás da tubulação após 6 horas

Como é descrito, a etapa de aplicação de resina nas tubulações de gás é de fácil manuseio e não apresenta perigos. Um comentário a ser ressaltado é que a aplicação de resina nas tubulações de gás é eficaz em vazamentos de até 5L/min.


Conclusão

Aplicação de Resina é um método simples, onde aplica-se o produto após teste de estanqueidade mecânico ser aprovado.  A aplicação da resina dentro da tubulação de gás sem quebra, tem tempo de cura é de 6 horas, após esse período já pode fazer a ligação para a Comgás no número 08000110197 para normalização do abastecimento de gás.

Caso você precise de um serviço de manutenção, que tal fazer um orçamento conosco? É gratuito, solicite já um orçamento. Funcionamos com atendimento 24h!

Solicite agora um orçamento sem compromisso

Entre contato por WhatsApp